quarta-feira, 20 de julho de 2011

memories

-É mesmo isso que queres? Tens a certeza? -Tenho! - a voz da rapariga apesar de soar forte estava tremida. Ele aproximou-se lentamente até ficar a escassos centímetros da rapariga. -Por favor já chega! - a rapariga voltou a falar. Mas agora a sua voz suava menos firme e mais baixa Sem dizer nada, ele começou a afastar-se e perguntou. -Não vais ficar arrependida ? - perguntou o rapaz -Não. Claro que não. - disse firmemente enquanto o seu corpo termia. -Não? O rapaz andou na direcção da rapariga e beijou-a como nunca a tinha beijado. Beijo-a com toda a vontade, com todo o carinho, com o toda a emoção. Quando ele parou o beijo a rapariga começou a chorar mais fortemente. Começou a correr. Pois sabia que agora iria-se arrepender da sua decisão até ao fim da sua vida....E que nunca mais conferia na palavra "sempre". Pois "sempre" nunca existe. E nunca iria existir... "

2 comentários:

  1. escrevs lindmnte a historia é vrddra? contnua smp!! :)

    ResponderEliminar